Bairro Beira Rio em Angelim volta a receber água nas torneiras

Os moradores do bairro Beira Rio, localizado na cidade de Angelim, no Agreste Meridional do Estado, estão comemorando a chegada da água ao local onde vivem cerca de 40 famílias. A Compesa, em parceria com a Prefeitura, está realizando uma ação emergencial de adequação da rede de distribuição. O município de Angelim é abastecido pelo Sistema Integrado de Garanhuns, também no Agreste. Foram implantados 240 metros de rede de distribuição e 40 ramais, possibilitando a chegada de água às casas. Todo o material e mão-de-obra foi disponibilizado pela Compesa e a Prefeitura está apoiando os serviços disponibilizando máquinas e atuando nos reparos da tubulação de esgoto. De acordo com o gerente de Unidade de Negócios da Compesa, Augusto Dantas, essa ação será a solução para a retomada do abastecimento. “Estamos com essa ação garantindo as condições operacionais da rede para evitar vazamentos e garantir o abastecimento”, concluiu.

Quase tudo pronto no Aeroporto de Serra Talhada

Um terminal provisório com a estrutura física toda montada. É o que será apresentado pelo secretário estadual de Transportes, Sebastião Oliveira, durante a visita técnica que contará  com a participação do Ministério dos Transportes e da companhia aérea Azul, ao Aeroporto de Serra Talhada, no próximo dia 13.

Para reunir todas as condições necessárias para receber voos comerciais, o equipamento precisou ser requalificado. A primeira iniciativa foi adequar a pista de pouso de decolagem para comportar aviões de maior porte.  “Apenas na pista, o Governo de Pernambuco investiu cerca R$ 7 milhões, com recursos próprios. No total, serão disponibilizados R$ 35 milhões. dos quais  R$ 15  milhões são receitas do Estado e o restante do Ministério Transportes”, explicou Sebastião Oliveira. “Montamos um grupo de trabalho. Estamos monitorando tudo de perto. O sonho dos sertanejos está a cada dia mais perto”, ressaltou o gestor.

Recentemente, em Brasília, durante encontro com o ministro dos Transportes, Maurício Quintella, o secretário Sebastião Oliveira conseguiu a doação de uma Estação Meteorológica de Superfície – EMS.  Com isso, foi atendida esta exigência da Azul,

“É importante destacar o papel do governador Paulo Câmara, que neste momento de escassez de recursos, decidiu investir mais uma vez em Serra Talhada. Destaco também o  fundamental apoio de Maurício  Quintella., que, dentre outras iniciativas,  montou uma força tarefa envolvendo a Anac, a Infraero e a SAC, para conceder o mais breve possível as certificações ao aeroporto”, finalizou Sebastião Oliveira.

Ônibus de estudantes de Sertânia é apreendido pela PRF

Um ônibus estudantil pertencente a Prefeitura de Sertânia foi apreendido pela Polícia Rodoviária Federal do posto de fiscalização em Cruzeiro do Nordeste (Sertânia). A apreensão foi motivada por questão de irregularidades tanto no próprio ônibus, quanto com o condutor do veículo.

Segundo informações do site Tribuna do Moxotó, o veículo estava sendo conduzido por um motorista inabilitado e sem os equipamentos obrigatórios de segurança. O ônibus e os estudantes, que passaram pelo constrangimento de ficarem horas e horas parados no posto rodoviário, só foram liberados após a chegada de um motorista devidamente habilitado e dos equipamentos.

Estavam faltando extintor e outros itens necessários para que esse tipo de transporte trafegue levando segurança para seus passageiros, que nesse caso são crianças e adolescentes.

Para dirigir esse tipo de transporte o motorista tem que ter carteira de habilitação categoria “E”, além de um treinamento especial para conduzir estudantes. O motorista do ônibus apreendido não tinha nenhuma coisa, nem outra.

Pedestre que atravessar fora da faixa poderá levar um multa de quarenta e cinco reais

Vinte anos após a sanção do Código Brasileiro de Trânsito, uma resolução federal dá prazo de 180 dias para que órgãos do país passem a multar pedestres e ciclistas que cometem infrações de trânsito.

As punições já eram previstas desde 1997, mas, sem regulamentação, não eram aplicadas. O Denatran (Departamento Nacional de Trânsito), ligado à gestão Michel Temer (PMDB), decidiu agora impor as regras e fixar esse prazo –apesar do descrédito de especialistas sobre a possibilidade de elas saírem do papel.

Na prática, poderão ser multados pedestres que atravessem a rua fora da faixa ou ciclistas que andem em calçadas ou conduzam de maneira agressiva, por exemplo.

As multas para pedestres serão de R$ 44,19 e para ciclistas, de R$ 130,16, além da retenção da bicicleta.

Pela regulamentação federal, prefeituras terão que decidir a forma de fiscalização até o final de abril de 2018.

“Ainda que o pedestre seja a parte mais frágil, ele também pode causar um acidente quando não cumpre as regras do trânsito e coloca todos os outros em situação de risco”, justificou Elmer Vicenzi, diretor do Denatran.

BARREIRAS

Especialistas avaliam que a medida deve esbarrar na dificuldade de fiscalizar, o que tende a torná-la letra morta.

“Teoricamente, todo participante do sistema viário que cometa uma infração está sujeito a ser autuado. Mas, na prática, autuar pedestres e ciclistas é uma medida de difícil implementação, tanto que não havia sido colocada na prática até agora”, afirma Maurício Januzzi, presidente da comissão de direito viário da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) de São Paulo.

Pela nova regra, segundo o Ministério das Cidades (ao qual o Denatran é ligado), o pedestre ou ciclista infrator deverá mostrar algum documento oficial que o identifique (como RG, CNH ou CPF).

Se não estiver com documento nenhum, o pedestre ou ciclista pode ser enquadrado em outra infração de trânsito, considerada gravíssima.

Januzzi observa que, ainda assim, como o agente de trânsito municipal não tem poder de polícia, ele não pode exigir que um infrator se identifique. Nesse caso, só um policial poderia conduzir quem cometeu a infração à delegacia para ser identificado.

Na teoria, também poderão ser multados todos aqueles que utilizem a via pública sem autorização prévia para festas, práticas esportivas ou “qualquer outra atividade que prejudique o trânsito”.

‘INJUSTIÇA’

Segundo Meli Malatesta, especialista em mobilidade a pé, a medida é injusta. “Mesmo com a previsão dessas multas no código, não há infraestrutura nas ruas brasileiras para que essas categorias trafeguem dentro da lei. Quem anda a pé muitas vezes não tem a escolha de atravessar na faixa, pois a faixa não existe ou não está no seu trajeto.”

“O pedestre está hoje entre as maiores vítimas do trânsito e não é assim que iremos diminuir este cenário. Hoje o pedestre não tem nem os seus direitos garantidos”, afirma Meli, que critica ainda a decisão sem debate público.

Em 2015, houve mais de 9.000 mortes de pedestres no Brasil, 23% do total.

Para Reginaldo Paiva, ex-diretor do Instituto de Engenharia de SP e ex-presidente da comissão de assuntos cicloviários da Associação Nacional de Transportes Públicos, a mudança é descabida.

“Como autuar um pedestre que não andar na calçada, sendo que 90% delas estão fora das normas? Será possível autuar um ciclista mirim, menor de idade?”, questiona.

A gestão João Doria (PSDB) disse que analisará dentro do prazo estipulado a forma como aplicará as multas. A Secretaria de Mobilidade e Transportes, por meio de nota, ressaltou que a mudança não exime os condutores de veículos de resguardar os princípios básicos da legislação –que prevê prioridade à segurança do pedestre e de veículos não motorizados.

O sindicato de agentes de trânsito do Estado de São Paulo diz que não há efetivo condizente com a ampliação da fiscalização agora exigida.

*

Perguntas e respostas

O que mudou?

A multa para pedestres e ciclistas estava prevista no Código de Trânsito Brasileiro, de 1997, mas ainda não havia sido regulamentada e não valia na prática. Com a decisão do governo federal, os órgãos terão 180 dias para estabelecer as regras para a fiscalização

Qual será o valor da multa?

O Denatran (Departamento Nacional de Trânsito) estipulou multa de R$ 44,19 para pedestre, o equivalente a 50% do valor da infração considerada leve. Para ciclistas, R$ 130,16, além da possibilidade de ter sua bicicleta removida

Que tipo de ações podem ser multadas?

Todas as infrações que estão previstas nos artigos 254 e 255 do Código Brasileiro de Trânsito, o que inclui pedalar em local não permitido, atravessar uma rua fora da faixa de pedestre e até permanecer com grupamento de pessoas nas vias destinadas a veículos para fins de esporte, lazer ou qualquer outra manifestação que atrapalhe o trânsito

As multas serão aplicadas mesmo em ruas sem faixas de travessia ou sem calçadas destinadas ao pedestre?

Segundo o Denatran, as regras específicas ainda serão desenhadas pelas prefeituras. Mas especialistas acham que a infraestrutura das ruas e calçadas no Brasil deveriam ser melhoradas antes da possibilidade de multar pedestres.

Como será cobrada a multa?

As prefeituras decidirão a forma de cobrança, mas o Contran (Conselho Nacional de Trânsito) prevê o pagamento por meio de boleto bancário ou mesmo cartão de crédito

Como fica a autuação de menores de idade?

Para o Denatran, deverão ser aplicadas advertências, como já ocorre com menores de idade que conduzem irregularmente veículos

O que ocorre se pedestre ou ciclista infrator se recusar a mostrar documento de identificação a um agente de trânsito?

Para o Denatran, isso incorre em uma nova infração de trânsito, considerada gravíssima. Para o advogado Maurício Januzzi, da OAB-SP, porém, sem ter o poder de polícia, o agente municipal não pode exigir que o infrator se identifique, dificultando a aplicação da regra

E se ele esquecer o documento em casa?

A recomendação do Denatran é que pedestres e ciclistas andem com documento de identificação, exigência que poderá ser alvo de questionamento

O que ocorre se o infrator se identificar, mas não der seu endereço para envio da multa?

Segundo o Denatran, essa situação “somente prejudicará o próprio autuado, pois poderá ser surpreendido no futuro com uma execução fiscal ou até mesmo ter o nome inserido nos órgãos de proteção ao crédito” Fonte: Site Uol.

IBOPE: Lula é primeiro e Bolsonaro está em segundo nas intenções de voto

Lula e Jair Bolsonaro iriam para o segundo turno se as eleições presidenciais fossem hoje. É o que mostra a primeira pesquisa feita pelo Ibope para medir o pulso da corrida presidencial de 2018.
Em qualquer cenário apresentado ao eleitor, Lula fica com o mínimo de 35% e o máximo de 36% das intenções de voto. Bolsonaro aparece com 15% quando enfrenta Lula. E cresce para 18% se o ex-presidente for substituído por Fernando Haddad (neste caso, está empatado com Marina Silva).
A pesquisa foi feita entre os dias 18 e 22, com 2.002 pessoas em todos os estados brasileiros, com margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou para menos.
Marina Silva é a terceira colocada em qualquer cenário com Lula, com índices entre 8% e 11%, dependendo dos adversários. Se Lula ficar de fora, Marina lidera, empatada com Bolsonaro.
Ciro Gomes, Geraldo Alckmin e João Doria surgem embolados num pelotão abaixo, com percentuais entre os 5% e 7%. Ciro sobe até os 11% quando Lula é substituído por Haddad (que tem a preferência de 2%).
Quando o Ibope não apresenta ao entrevistado uma cartela com os nomes, ou seja, a citação sobre o candidato é espontânea, Lula aparece com 26% das intenções de voto (no Nordeste tem 42%) e Bolsonaro com 9%.
O pelotão seguinte fica muito distante entre 2% (Marina) e 1% (Ciro, Alckmin, Dilma, Temer, Doria).

Adelucia declara que acredita na inocência de Gildejânio Melo

Preso na Cadeia Pública de Ouricuri, no Sertão do Araripe, desde o dia 19 de setembro acusado de envolvimento em tráfico de drogas, o vereador Gildejânio Melo (PSD) recebeu o apoio da presidente da Casa Rodrigo Castor, Adelucia Clea (PSDB). A chefe do legislativo municipal em entrevista a imprensa local na terça-feira (24) declarou, “o vereador Gildejânio diz ser inocente e nós acreditamos nessa inocência”.

Questionada sobre se a prisão de Gildejânio, como também a acusação do mesmo está envolvido em tráfico de drogas se respingou de forma negativa nos demais parlamentares, a vereadora disse que sim, mas mesmo assim, declarou acreditar na inocência do parlamentar.

Pernambucana com origem familiar de Belém do São Francisco é aprovada para proxima para fase do The Voice Brasil

Postada por Irenildo Nascimento

A pernambucana Letícia Caribé Bastos, filha de Ana Lucia Caribe, natural de Belém do São Francisco foi aprovada na ultima noite de audições cegas do “The Voice Brasil”.

Leticia Caribé Bastos participou do programa “The Voice Brasil”, na ultima quinta feira (26), escolheu para cantar a musica “Te Assumi pro Brasil” da dupla Matheus e Kauan. Ao se apresentar, o cantor Michel Teló virou a cadeira, “Estava esperando você virar” falou a participante depois que o cantor virou a cadeira.

A jovem Letícia que atualmente mora no Recife, em seu vídeo de apresentação, contou que chegou a cursar um ano do curso de engenharia, mas não deu certo. “Eu me entreguei a musica de vez e agora é 100% musica”, disse a artista que canta profissionalmente ha dois anos.